16 de set de 2011

Um dia de cada vez...SEMPRE!

Confesso…
“Sou impulsiva, sou sentimentos, sou palavras…
Às vezes falo mais que deveria e mais que gostaria…Então, me apego sempre na permissão da minha emoção porque ela torna tudo possível…
E depois, o que fazer com o arrependimento? Coloco no bolso,levo e coleciono?
Sinceramente!?... Não sei, só sei que não consigo conviver com a dúvida de que “poderia ter sido”. Isso me consome.
Que saber!?... Aprendi a remendar meu coração, assim como já fiz com algumas roupas que passaram pelas minhas mãos..Então, porque não fazer com o coração também?...
Aprendi simplesmente “me levantar”, e me permito errar… me permitindo assim, viver. Mas aprendo com os meus erros..e cOmo aprendo! Não costumo regredir, aprendo pra valer.
Se não me faz bem, não dou espaço. Sei até onde eu posso ir, porque sei exatamente o tempo que levei pra me levantar de cada queda.
Mal consigo dizer o que eu penso e o que eu quero, mas tenho certeza do que não quero…haa, isso tenho..!
Aprendi que às vezes, ser egoísta pode até ser bom (às vezes…rs), Respeitar mais a mim e me poupar de certas dores… isso é saber viver!
Tudo bem que saber mesmo de verdade, ninguém sabe. Na verdade, passamos a vida inteira colecionando frustações e no fim…o coração tá um remendo só..rs
Se não for assim ninguém vive, fica vendo a vida passar diante dos olhos, por uma janela com apenas um pouquinho da cortina aberta, olhando, sem nada fazer!
Diante disso o que fazer? Sentar na Janela e ver a vida passar?.. NÃO, é simplesmente:
Deixar acontecer e aprendrer um pouco a mais todo dia… e um dia de cada vez… SEMPRE!”