27 de mar de 2011

Não é pra entender, é pra SENTIR!

"E repito: andei pensando coisas sobre amor, essa palavra sagrada. O que mais me deteve, do que pensei, era assim: a perda do amor é igual à perda da morte. Só que dói mais. Quando morre alguém que você ama, você se dói inteiro- mas a morte é inevitável, portanto normal. Quando você perde alguém que você ama, e esse amor - essa pessoa - continua viva, há então uma morte anormal. O NUNCA MAIS de não ter quem se ama torna-se tão irremediável quanto não ter NUNCA MAIS quem morreu. E dói mais fundo- porque se poderia ter, já que está vivo. Mas não se tem, nem se terá."

                                       Por: Caio Fernando Abreu

--------

Pai: Ronnie, esta gostando muito dele?
Ronnie: Estou gostando mais do que muito, é loucura?
Pai: É, mas o amor é louco msm..
...
Pai: Ronnie, o amor é algo muito frágil, e não sabemos cuidar muito bem dele, nos viramos do jeito que podemos com a esperança que ele sobreviva.
                                       Trechos do filme “A última música”:
--------
                                           Não é pra entender, é pra SENTIR
            Aaaaah o amor, como disse Caio Fernando Abreu :"Que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia numa rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim? É tão pouco."
          Alguns acreditam que amor é destino, outros pensam que escolhemos quem amamos e quando amar, mas nenhuma dessas teses se confirmam pois sabemos que elas se misturam de uma maneira divina, deslumbrante, indescritível, indecifrável...
            Mas entender pra que? o AMOR é um sentimento e sentimentos existem simplismente  para serem sentidos e não entendidos, se o entedessemos não tinha graça...rs ele é MAIS do que isso, um mais que quer sempre mais.. e que não importa o quanto o tenhamos, nunca será o suficiente.
            Amor, acima de tudo posso afirmar que está INTEIRAMENTE ligado ao RESPEITO, se ama Deus, seus pais, irmãos, amigos, amores ... respeite-os.
                                                                                                 Por: £äñyñhä
       P.S.: Post pra Keurys...rs e assista o filme "A última música"


26 de mar de 2011

Escolhas e escolhidos

"- Mestre, como faço pra me tornar um sábio?
- Boas escolhas.
-Mas como fazer boas escolhas?
- Experiência.
- E como adquirir experiência, mestre?
- Más escolhas."
Por: anônimo
Escolhas e escolhidos
Já acordamos escolhendo se levantamos ou não, se calçamos o sapato preto ou o branco (*Dica:  escolha o que combine..rs), até ao darmos um simples sorriso depende de nossa escolha. Não nos damos conta, mas em certos casos são com elas que taxamos nossos valores.
Alguns podem escolher mais que os outros, por terem mais opções talvez, o que não quer dizer que quem tem quase nenhuma  valha menos, pois é ai o “X” da questão. O que cada um escolher  definirá o seu valor, independente do TER mas com base no SER.
Porém, há algumas escolhas que não dependem de nós ou melhor, não nos cabe escolher, como  por exemplo a família, não somos nós que escolhemos, pelo contrário, a nossa família que um dia nos escolheu, que tal valorizar e fazer essa escolha valer a pena?
Escolhas certas nos fortalece, nos asseguram, encorajam, no entanto, escolhas errada nos desanimam, entristece, atemorizam e como saber a certa ou errada? Às vezes não tem como saber, mas lembre-se: estamos aqui pra aprender e isso só é possível com os erros ou seja com as escolhas erradas, se não puder tirar aproveito real delas, tire pelo menos lições, experiências e um dia quem sabe será sábio.
Por: £äñyñhä

24 de mar de 2011

Mudanças e Lembranças


"Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança:
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança:
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem (se algum houve) as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto,
Que não se muda já como soía."

Por : Luís Vaz de Camões, in "Sonetos"
   

Mudanças e Lembranças

"Mudança (mudar+ança) =  ... 4Variação das coisas de um estado para outro. 5 Modificação ou alteração de sentimentos ou atitudes. 6 Alteração, modificação, variação. 7 Substituição...."
  
           Vivemos através de mudanças, mudamos:
O estilo: calça boca de sino ou calça slim de cintura baixa.
 A estação: após um novo outono vem sempre um novo inverno,primavera, verão…
O lugar: De casa para o trabalho, escola, balada…  e até;
 Os sentimentos:  “o que antes eu não precisa, agora é preciso, o amor é assim…”
 Na maioria das vezes passa despercebido  mas simplismente mudamos diariamente, mudar  faz parte do nosso viver, ser e estar.Mudar pode nos lembrar melhoria, inovação, qualidade, oportunidade. Pense: como seria o mundo sem mudanças?. Porém, mudar também pode nos lembrar perdas, do que? De pessoas, amores, convívio, bens…e outros.
 Contudo, perdas pode nos lembrar amadurecimento, renovação, reflexão, responsabilidade, idéias, conhecimento, experiencias. No fim, são as mudanças que nos define, que nos molda e nos faz ser quem somos, cabe a cada um de nós tomarmos para si o melhor das mudanças.
Por: £äñyñhä