12 de dez de 2011

Agradecimentos'


"Entregue seu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele tudo fará." Salmos 37.5 

Eu não sei contar quantas vezes eu pensei que não fosse consegui, sei que em muitos dias acordei lá pelas 4 ou 5 da manhã mesmo depois de dormir tarde, porque precisava estudar, ler a mesma coisa um tanto de vezes que também não sei contar, essas coisas que todo estudante de verdade passa. O mais importante nesses momentos é que eu fechava os meus olhos e conversava com a única pessoa capaz de me erguer e me esconder em suas próprias mãos, pedia inteligência, sabedoria, discernimento e no final eu CONSEGUI... Com êxito e orgulho. Agora tudo parece tão fácil, parece até que passou tão rápido... rs . Deste modo, não é possível contar quantas vezes eu deveria agradecê-lo meu DEUS!
Sabe, até que mando bem nas palavras, sempre tenho respostas pra tudo na ponta da língua. Mas, quer saber o ÚNICO momento em que eu realmente fico sem palavras..?! Aquele momento nas minhas orações que vou agradecer a Deus pelas bênçãos, proteção, cuidados, oportunidades, pessoas, respostas, conforto, vitórias... Ai sim!  Nunca consegui encontrar as palavras certas, muitas vezes palavras são substituídas por lágrimas que lavam todo o cansaço do dia e curam as minhas feridas causadas por problemas, pessoas ou situações. Lágrimas de gratidão, movidas pelo Espírito Santo que por um momento divino se faz presente de uma maneira mais forte do que já sinto, sussurrando: chore mesmo, se lave das coisas ruins que esse mundo deixa impregnado em você com ou sem o seu consentimento e o que sobrar você entrega ao senhor, mesmo machucado e incompleto, Ele restaura. Não precisa de palavras ele sabe o que vai ao Teu coração.
E por fim, o que acabo dizendo é um simples Obrigado, palavra que canso de dizer no meu dia-a-dia, mas de uma forma diferente, sem formalidade e obrigação mas tirado do fundo da alma.

“Senhor, as lágrimas que rolam no meu rosto são pra dizer o quanto És maravilhoso, é gratidão, receba o meu choro.”
Obrigada pelo meu primeiro ano de faculdade, longe de casa, dos meus pais que desde que nasci estavam sempre ali, decidindo tudo por mim sem que eu me preocupasse com nada e quando sai me deram um livro com as folhas em branco pra ser preenchido com a minha própria história, minhas próprias escolhas e conseqüências das mesmas... Graças ao Senhor eu consigo olhar com um sorriso e brilho nos olhos a introdução dessa história, ainda instruída pelos meus pais - presentes de Deus-, acompanhada de pessoas especiais e principalmente do senhor.
Obrigada Senhor... Hoje e sempre!

25 de nov de 2011

Ajustando as velas'

"O pessimista se queixa do vento. O otimista espera que ele mude. O realista ajusta as velas"             William George Ward


Que venham os ventos, agora já sabemos...

Quando "ajustamos as velas" é porque tem algo na realidade que não condiz com o sonhado e esperado, então, somos obrigados ( na maior parte das vezes) ajustar as velas do nosso barco que se chama vida e  de tudo o que vem dentro dele ou dela...rs
Ajustamos porque a vida depende muito dos ventos, da sua direção, do que eles trazem e são esses ventos bons ou ruins que constroem isso que chamamos de vida ou de viver na realidade, pois a vida é o simples fato de estar vivo, mas viver.. não sei dizer, é um mistério, quem sabe os ventos saberiam nos responder, mas de onde eles vêm e pra onde vai? Eles são mais misterioso ainda, não os vemos, apenas sentimos.
Os ventos do viver acredito que seja as pessoas, os lugares, as coisas que nos rodeiam, situações. A cada dia uma pessoa nova entra em nosso "viver" e algumas dessas pessoas mudam as direções e objetivos, ou seja : ajusta as nossas velas por si só, às vezes sem o nosso mínimo esforço e vivendo mais um pouco nos deparamos com  situações que se encaminham de mudar novamente e novamente e novamente...
E assim vamos ajustando as velas, com o objetivo de melhorar isso ai que ja falei tanto, o VIVER.
Como fazer isso?... Não há o que fazer, são os ventos que fazem, não percebeu ainda?.. É isso memo! Os ventos, as pessoas, os lugares, as situações... achamos que decidimos e ditamos, mas em um belo dia descobrimos que tentamos fazer isso e quase nunca adianta. Realidade é realidade, sonhos e vontades são outras coisas, totalmente diferente da tal realidade em muitos casos.
O meu último desejo é que o DEUS criador e mantenedor de todas as coisas, logicamente dos ventos e mais ainda da minha vida, ajuste as velas do meu viver SEMPRE bem junto de mim. Pra que assim, eu não veja o medo vindo junto com os ventos, mas inspiração e esperança que no finalzinho ele virá com uma leve brisa refrescante.                                                                                                                                      É, no finalzinho, quando eu alcançar o meu objetivo. Pois, por mais que vontades e sonhos sejam diferentes da realidade, eu não disse que é proibido querer e sonhar, muito menos de lutar por eles. Que venham os ventos, agora já sabemos, é só ajustar as velas, mudar a rota... Seja lá o que for.

16 de set de 2011

Um dia de cada vez...SEMPRE!

Confesso…
“Sou impulsiva, sou sentimentos, sou palavras…
Às vezes falo mais que deveria e mais que gostaria…Então, me apego sempre na permissão da minha emoção porque ela torna tudo possível…
E depois, o que fazer com o arrependimento? Coloco no bolso,levo e coleciono?
Sinceramente!?... Não sei, só sei que não consigo conviver com a dúvida de que “poderia ter sido”. Isso me consome.
Que saber!?... Aprendi a remendar meu coração, assim como já fiz com algumas roupas que passaram pelas minhas mãos..Então, porque não fazer com o coração também?...
Aprendi simplesmente “me levantar”, e me permito errar… me permitindo assim, viver. Mas aprendo com os meus erros..e cOmo aprendo! Não costumo regredir, aprendo pra valer.
Se não me faz bem, não dou espaço. Sei até onde eu posso ir, porque sei exatamente o tempo que levei pra me levantar de cada queda.
Mal consigo dizer o que eu penso e o que eu quero, mas tenho certeza do que não quero…haa, isso tenho..!
Aprendi que às vezes, ser egoísta pode até ser bom (às vezes…rs), Respeitar mais a mim e me poupar de certas dores… isso é saber viver!
Tudo bem que saber mesmo de verdade, ninguém sabe. Na verdade, passamos a vida inteira colecionando frustações e no fim…o coração tá um remendo só..rs
Se não for assim ninguém vive, fica vendo a vida passar diante dos olhos, por uma janela com apenas um pouquinho da cortina aberta, olhando, sem nada fazer!
Diante disso o que fazer? Sentar na Janela e ver a vida passar?.. NÃO, é simplesmente:
Deixar acontecer e aprendrer um pouco a mais todo dia… e um dia de cada vez… SEMPRE!”

21 de mai de 2011

Saudade





- UfAa!  Agoooraa siiim... uma fooolga nos exameees..kk foi teeenso viiiu... Mas no fim tudo da certo, e deeu. Graças a Deus!





SAUDADE

Saudade = "Recordação nostálgica e suave de pessoas ou coisas distantes, ou de coisas passadas."


"Quando penso em você(s), fecho os olhos de saudade."  Cecília Meireles

Saudade esta sendo o sentimento que vem tomando conta de miiim nos últimos tempos a medida que se aproxima o dia de ver meus pais, irmão, amigos, casa, cidade, igreja que amooo taaanto!

"A casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração."   Henrique Maximiliano Coelho Neto
"A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."  Rubem Alves
"Saudade é um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos."  Bob Marley
"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."  Martha Madeiros

10 de abr de 2011

Aprendendo...

Aprendi que se Aprende Errando
“Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença… que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso.
 Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"

Aprendendo...
Estou aprendendo...que:
A DISTÂNCIA provoca Saudade, e com a SAUDADE compreendemos o VALOR;
Nem todo mundo é BOM, quer apenas AJUDAR ou faria por você o que você faria por ele;
PROBLEMAS nos deixam mais FORTES para os enfrentarmos de frente, e que DEUS não os dar sem antes ter a solução;
FORÇA mesmo conseguimos com os erros e fracassos;
Não somos os MELHORES e mais BONITOS como nossos pais sempre disseram..rsrs, há sempre alguém acima de nós, o que não é motivo pra desistir, deve servir de ESTÍMULO e que não importa o quanto saibamos, todos os dias APRENDEMOS.
                                                                                        




27 de mar de 2011

Não é pra entender, é pra SENTIR!

"E repito: andei pensando coisas sobre amor, essa palavra sagrada. O que mais me deteve, do que pensei, era assim: a perda do amor é igual à perda da morte. Só que dói mais. Quando morre alguém que você ama, você se dói inteiro- mas a morte é inevitável, portanto normal. Quando você perde alguém que você ama, e esse amor - essa pessoa - continua viva, há então uma morte anormal. O NUNCA MAIS de não ter quem se ama torna-se tão irremediável quanto não ter NUNCA MAIS quem morreu. E dói mais fundo- porque se poderia ter, já que está vivo. Mas não se tem, nem se terá."

                                       Por: Caio Fernando Abreu

--------

Pai: Ronnie, esta gostando muito dele?
Ronnie: Estou gostando mais do que muito, é loucura?
Pai: É, mas o amor é louco msm..
...
Pai: Ronnie, o amor é algo muito frágil, e não sabemos cuidar muito bem dele, nos viramos do jeito que podemos com a esperança que ele sobreviva.
                                       Trechos do filme “A última música”:
--------
                                           Não é pra entender, é pra SENTIR
            Aaaaah o amor, como disse Caio Fernando Abreu :"Que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia numa rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim? É tão pouco."
          Alguns acreditam que amor é destino, outros pensam que escolhemos quem amamos e quando amar, mas nenhuma dessas teses se confirmam pois sabemos que elas se misturam de uma maneira divina, deslumbrante, indescritível, indecifrável...
            Mas entender pra que? o AMOR é um sentimento e sentimentos existem simplismente  para serem sentidos e não entendidos, se o entedessemos não tinha graça...rs ele é MAIS do que isso, um mais que quer sempre mais.. e que não importa o quanto o tenhamos, nunca será o suficiente.
            Amor, acima de tudo posso afirmar que está INTEIRAMENTE ligado ao RESPEITO, se ama Deus, seus pais, irmãos, amigos, amores ... respeite-os.
                                                                                                 Por: £äñyñhä
       P.S.: Post pra Keurys...rs e assista o filme "A última música"


26 de mar de 2011

Escolhas e escolhidos

"- Mestre, como faço pra me tornar um sábio?
- Boas escolhas.
-Mas como fazer boas escolhas?
- Experiência.
- E como adquirir experiência, mestre?
- Más escolhas."
Por: anônimo
Escolhas e escolhidos
Já acordamos escolhendo se levantamos ou não, se calçamos o sapato preto ou o branco (*Dica:  escolha o que combine..rs), até ao darmos um simples sorriso depende de nossa escolha. Não nos damos conta, mas em certos casos são com elas que taxamos nossos valores.
Alguns podem escolher mais que os outros, por terem mais opções talvez, o que não quer dizer que quem tem quase nenhuma  valha menos, pois é ai o “X” da questão. O que cada um escolher  definirá o seu valor, independente do TER mas com base no SER.
Porém, há algumas escolhas que não dependem de nós ou melhor, não nos cabe escolher, como  por exemplo a família, não somos nós que escolhemos, pelo contrário, a nossa família que um dia nos escolheu, que tal valorizar e fazer essa escolha valer a pena?
Escolhas certas nos fortalece, nos asseguram, encorajam, no entanto, escolhas errada nos desanimam, entristece, atemorizam e como saber a certa ou errada? Às vezes não tem como saber, mas lembre-se: estamos aqui pra aprender e isso só é possível com os erros ou seja com as escolhas erradas, se não puder tirar aproveito real delas, tire pelo menos lições, experiências e um dia quem sabe será sábio.
Por: £äñyñhä

24 de mar de 2011

Mudanças e Lembranças


"Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança:
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança:
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem (se algum houve) as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto,
Que não se muda já como soía."

Por : Luís Vaz de Camões, in "Sonetos"
   

Mudanças e Lembranças

"Mudança (mudar+ança) =  ... 4Variação das coisas de um estado para outro. 5 Modificação ou alteração de sentimentos ou atitudes. 6 Alteração, modificação, variação. 7 Substituição...."
  
           Vivemos através de mudanças, mudamos:
O estilo: calça boca de sino ou calça slim de cintura baixa.
 A estação: após um novo outono vem sempre um novo inverno,primavera, verão…
O lugar: De casa para o trabalho, escola, balada…  e até;
 Os sentimentos:  “o que antes eu não precisa, agora é preciso, o amor é assim…”
 Na maioria das vezes passa despercebido  mas simplismente mudamos diariamente, mudar  faz parte do nosso viver, ser e estar.Mudar pode nos lembrar melhoria, inovação, qualidade, oportunidade. Pense: como seria o mundo sem mudanças?. Porém, mudar também pode nos lembrar perdas, do que? De pessoas, amores, convívio, bens…e outros.
 Contudo, perdas pode nos lembrar amadurecimento, renovação, reflexão, responsabilidade, idéias, conhecimento, experiencias. No fim, são as mudanças que nos define, que nos molda e nos faz ser quem somos, cabe a cada um de nós tomarmos para si o melhor das mudanças.
Por: £äñyñhä